ATENÇÃO!!!

Em abril/2014 meu blog passou por uma reformulação, e desde então mudei não só de nome... Agora Episódios Comentados por Dan Artimos é conteúdo do Mundo Blá! Porque de Blá a gente entende!

Clique aqui e continue lendo os meus comentários.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

The Big Bang Theory | S02E13 - The Friendship Algorithm

The Big Bang Theory
Série: The Big Bang Theory
Episódio: The Friendship Algorithm
Temporada:
Número do Episódio: 30 (2x13)
Emissora: CBS

Incrível como a série está conseguindo atingir a todos, mesmo os não nerds, pois a comédia é bem sutil e inteligente, e os personagens muito cativantes, digo isso, pois tenho um amigo que não se considera nerd, mas sempre que sai um novo episódio de "The Big Bang Theory" ele me manda scraps e e-mails para comentar os detalhes do que aconteceu e a sua visão do ocorrido. Simplesmente awesome!!!

De cara vemos Raj e Sheldon discutindo no refeitório da universidade sobre qual pudim é o melhor, se é o de tapioca ou o de chocolate, só que Howard interrompe Sheldon durante sua explicação e Raj, juntamente com Leonard, começam a conversar sobre bigode e impedindo Sheldon de falar. Ao repararem, Sheldon está quase tendo um ataque, pois contorce o rosto inteiro.

LEONARD:
- Isso é cruel, melhor deixar ele terminar antes que exploda.

Kripky aparece para tirar o maior barato das experiências de Leonard que não têm tido resultados positivos, fazendo todos falarem mal de Kripky, só que Sheldon explica que precisa ficar amigo dele, para poder usar o novo computador central que só Kripky tem acesso, mas ele explica que não tem interesse na amizade dele.

SHELDON:
- O que acha da idéia de sermos amigos?
KRIPKY:
- Eu diria que não tenho interesse.
SHELDON:
- Sério? Isso soa estranho vindo de uma pessoa detestada por outras. Porque não tira um tempo para reconsiderar?

Mais tarde, Penny aparece e pede para o Leonard colocar os e-mails do Howard direto para a caixa de spam, pois está cansada de receber e-mails com suas fotos em trajes de banho, só que Leonard explica que aquilo não é traje de banho, e sim marca de falta de bronzeado, o que deixa Penny enojada. Mudando o foco, ela fica surpresa em ver Sheldon tentando fazer amizade com Kripky, e em seguida fica curiosa em como ele conseguiu a amizade de Leonard, e ele explica que foi por causa de um panfleto de "procura-se colega de quarto, sem assobio". Já Howard e Raj foram por aproximação, mas que ele sente falta de assobiar e quando ele faz um Sheldon dá seu primeiro aviso.

Mais um pouco mais tarde, Penny se vê incomodada por Sheldon que lhe entrega um questionário com diversas folhas para saber o motivo dos seus amigos gostarem dele.

PENNY:
- "Pergunta 1: Classifique os seguintes aspectos do Sheldon em ordem de apreciação: inteligência, preocupação com higiene, diversão..." Programação de applets Java?
SHELDON:
- Deveria ter iniciado com meu mais óbvio aspecto que atrai as pessoas: ser divertido. Porque não marca a opção 1? Agora faça o resto sozinha. Não vai levar mais que 3 horas.
PENNY:
- Espere. Quantas perguntas são?
SHELDON:
- Apenas 211. Não se preocupe, pensando em você usei o vocabulário do nível colegial.

Sheldon corrigi os questionários e fica decepcionado com tudo, pois Leonard respondeu em um padrão, "A, B, B, A, C", nem ligando para a pergunta, enquanto Howard desenhou um guaxinim com um saco distendido. Leonard fica indignado com o fato de Sheldon querer fazer amizades através de dados científicos ao invés de ir a uma lanchonete ou museu conhecer novas pessoas, mas mesmo assim ele vai para ver o que o amigo irá aprontar.

Na livraria, Sheldon apronta uma atrás da outra, desde se oferecer para ser amigo de uma mulher com um familiar falecido, pois se fosse amigo ele queria preencher a lacuna, mesmo ela fedendo a naftalina, até deixar claro que adora trenzinhos de madeiras. Sheldon descobre que a livraria só tem livros sobre como fazer amizades para crianças, mas ele diz que o aprendizado é transferível e vai para perto do trem.

Sheldon encontra um livro aonde uma cacatua é nova no zoológico e quando se senta para ler o livro, ele começa a falar sozinho, mas Rebecca puxa assunto dizendo que odeia pássaros e ele diz que também os odeia. Os dois descobrem que adoram macacos e Sheldon a chama para ir ver macacos qualquer dia desses, mas Leonard aparece na hora e o retira de perto da garota e pede para ele não olhar pras câmeras.

Howard, Raj e Leonard chegam no apartamento e encontram Sheldon com um algoritmo que jura ser para fazer amigos, mas Leonard não acredita só que Howard adora a idéia, pois pode montar um estande na Comic-Con e ficar ricos com isso.

HOWARD:
- Já pensou em enjaulá-lo quando não estiver em casa?

Sheldon tenta usar o seu algoritmo para conversar com Kripky, mas ele entra em um loop infinito (quando ações se repetem sem ter um fim previsto) quanto aos interesses comuns, mas Howard conserta o algoritmo e ainda é rebaixado pelo amigo. Com isso Sheldon consegue marcar uma saída com seu novo amigo, mas para fazer escalada indoor.

No local da escalada, Sheldon tenta a todo custo convencer Kripky a ir para um lugar mais tranqüilo, só que ele insiste em escalar a parede.

KRIPKY:
- Tem medo de altura?
SHELDON:
- Não. Medo de altura é ilógico. Medo de cair por sua vez é comprovadamente evolucionário.

Sheldon segue Kripky, logo depois de rebaixar o cara da segurança do brinquedo, e quando está quase na metade começa a se divertir com a parede e até acha fácil, mas ao olhar para baixo descobre que tem mesmo medo de altura. Kripky pede para ele subir, mas Sheldon não consegue nem continuar nem descer e quando percebe está desmaiado preso a corda.


Sozinhos no apartamento, Leonard, Raj e Howard se divertem assobiando músicas, enquanto Penny os observa sem acreditar no que vê. Sheldon aparece com Kripky que ri das histórias de Sheldon, mas demonstra ser cético quanto as maluquices dele, o engraçado é ver Sheldon falar que vai ser difícil manter cinco amizades, então ele conta que terá de dispensar um deles, quase criando uma guerra, pois todos querem a dispensa.

SHELDON:
- Leonard, você é meu meio colega de quarto, meu meio de transporte e me ajuda a dobrar os lençóis quando eu tiro eles da secadora. Você está seguro.
LEONARD:
- Posso assoviar?
SHELDON:
- Não seja estúpido! Howard, você não tem PhD, seu perfume é uma agressão aos sentidos e nunca está disponível para vídeo-game nos principais feriados judeus.
HOWARD:
- Sou culpado. Estou fora!
SHELDON:
- Nâo! Você também está seguro.
HOWARD:
- Diga o que mais preciso fazer?
PENNY:
- Já vi onde isso vai dar, não sou um de vocês, não sou cientista, Só se disser...
SHELDON:
- Penny, Penny, Penny... Tudo o que disse é verdade, mas por favor me deixe continuar. Raj, você está fora. A grande questão. Apesar de prover certa diversidade cultural a um grupo predominantemente homogêneo. As respostas aos questionários foram perturbadoras. Como pode, por um momento, achar que meu aminoácido favorito seria Glutamina?
LEONARD:
- Ele tinha posto Lisina, mas mudou.
SHELDON:
- Devia, mas não podia, Raj.

Kripky volta dizendo aos sete ventos que seus buracos entre os dentes estão prontos para nova comida, o que faz Penny fica enojada, ainda mais que ele começa a se jogar para cima dela, mas com palavras ofensivas, fazendo Howard dizer para ela que agora ele parece muito mais interessante. Ao descobrir que Kripky não pode fazer nada quanto a um tempo para ele no computador, Sheldon tira a comida da mão de Kripky e a devolve a Raj, pois ele ao menos gosta de macaco.

SHELDON:
- Kripky, estava imaginando se há chance de você me conseguir um tempo no computador do Open Science Grid.
KRIPKY:
- Não.
SHELDON:
- Não?! Mas somos amigos!
KRIPKY:
- Desculpe. "Não, meu amigo"?
SHELDON:
- Estou confuso... Ao que parece você cede tempo no computador aos seus amigos!

KRIPKY:
- Está errado. Há uma agenda oficial, não tenho controle.
SHELDON:
- Ah! Toda essa jornada foi um exercício de futilidade. Raj, está de volta.

No local aonde fazem escalada, Leonard e Howard ficam impressionados com a altura da parede e mais ainda com a insistência de Sheldon e seu desmaio lá em cima.

HOWARD:
- Devemos dar crédito por ele ter insistido.
LEONARD:
- Não achei que ele teria coragem.
RAJ:
- Ele quase foi ao topo dessa vez.

Cintos do Howard: Batman e Estrela

Nota 9,0 para este episódio, pois ele foi só um pouco menos engraçado que o anterior, que foi demais por causa do seu foco em Howard, mas desta vez nos retornamos para Sheldon e sua falta de aptidão social. Ah! Estou sentindo falta da Leslie, pois disseram que ela entraria quase que para o elenco fixo, mas já faz alguns episódios que a rival de Sheldon não aparece.

Abraços e até o próximo episódio comentado.

Dan Artimos

Um comentário:

Seus comentários são sempre bem-vindos, pois assim podemos trocar conhecimentos e discutir sobre o episódios. Além disso, sua opinião é importante para continuarmos melhorando.


Equipe Episódios Comentados.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...