ATENÇÃO!!!

Em abril/2014 meu blog passou por uma reformulação, e desde então mudei não só de nome... Agora Episódios Comentados por Dan Artimos é conteúdo do Mundo Blá! Porque de Blá a gente entende!

Clique aqui e continue lendo os meus comentários.

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

House | S05E01 - Dying Changes Everything

House
Série: House
Episódio: Dying Changes Everything
Temporada:
Número do Episódio: 87 (5x01)
Emissora: FOX

Depois de alguns meses de espera, e muita ansiedade, finalmente foi transmitido o primeiro episódio de "House", e assim temos algumas dúvidas sendo esclarecidas, como, por exemplo, o que houve com a nossa doce Dra. Remy Hadley (Thirteen) (Olívia Wilde), que descobriu que tem a doença de Huntington? Dr. James Wilson (Robert Sean Leonard) conseguiu perdoar Dr. Gregory House (Hugh Laurie)? E inúmeras outras questões que vem a nossa mente. Portanto só posso confirmar que este episódio é simplesmente demais, e promete uma temporada ainda melhor que a anterior.

No começo, tudo indica que Patty Michener, presidente de uma empresa que tenta promover a independência das mulheres, quem sofrerá algum tipo de doença, mas quando sua assistente, Lou, é picada por uma formiga, todos ficam chocados com a reação alérgica que ela apresenta. Lou começa a se ver tomada por formigas e ficar vermelha enquanto entra em desespero pedindo ajuda.

Depois de dois meses House parece não ter mudado nada com sua experiência, assim também descobrimos que Wilson ficou fora por dois meses, e resta a Dra. Lisa Cuddy (Lisa Edelstein) convencer House de largar o videogame, que ele roubou na ala pediátrica, a procurar o amigo. House está redutível quanto a isso, e a chegada do Dr. Eric Foreman (Omar Epps) piora ainda mais as coisas, pois House literalmente corre para pegar o caso de Lou.

Durante a reunião para o levantamento de possíveis doenças para Lou, que envolve falta de vitamina B12, o que geraria alucinações, House acaba espalhando para Foreman, Dr. Chris Taub (Peter Jacobson) e Dr. Lawrence Kutner (Kal Penn) que Thirteen tem a doença de Huntington, e ela fica furiosa com ele. Quando ela sai apresada da sala todos vão atrás dela, e Thirteen apenas foge do assunto. Thirteen vai até a paciente que está trabalhando ao invés de repousar, e após aplicar uma injeção com vitamina B12, a paciente evacua, mas não são fezes, e sim sangue, descartando a deficiência da vitamina.

Depois de muito resistir, House vai até a sala de Wilson, e quando seu amigo lhe diz que está saindo, ele acha que Wilson ficará mais uns dois meses fora, mas começa a se preocupar quando ele lhe diz que está pedindo demissão. House acha que aquilo é passageiro, mas Wilson já está com a decisão tomada e sai da sala. Nesse meio tempo, House ainda foi estúpido com Thirteen, foi até ele só para falar do sangramento retal da paciente.

Enquanto fazem uma colonoscopia na paciente para encontrar o local do sangramento, Thirteen e Taub conversam sobre House, e ela fica cada vez mais indignada, mas o motivo é ele ter espalhado sobre sua doença, só que ela desabafa com Taub sobre tratarem de assuntos pessoais ao invés de olharem a paciente.

THIRTEEN:
- Assim que as coisas funcionam por aqui? Somos negligentes, enquanto lidamos com assuntos pessoais?

Após se reunirem para discutir os resultados dos exames de Lou, todos ficam chocados, pois nada deu positivo, e não foi encontrado vestígio algum em seu organismos, e para piorar as coisas, Kutner chega com o exame de gravidez dela, que deu positivo. O problema é que durante uma ultrassom, onde Lou se mostra aberta sexualmente quanto a transar com homens só para se satisfazer, Thirteen e Kutner ficam espantados, pois não há vestígio algum de bebê no útero dela.

Os quatro correm até House para colocá-lo a par de tudo o que está acontecendo, mas sua cabeça está longe. Todos ficam chocados quando ele os manda continuar o brainstorm e sai para ver Wilson. Os dois voltam a discutir, mas House não esperava que sua equipe fosse até lá. Todos ficam surpresos com a decisão de Wilson de sair do hospital, só que Thirteen quer ignorar esse problema pessoal e continuar a busca pelo problema de Lou, tirando House do sério.

TAUB:
- Por que você está saindo?
WILSON:
- Eu só preciso de uma mudança de cenário.
HOUSE:
- Compre uma planta.

House entra com tudo no quarto de Lou e já vai abrindo a roupa dela para fazer um ultra-som, deixando-a assustada, mas Thirteen a acalma. House encontra o bebê crescendo na Trompa de Falópio, o que explica tos os sintomas, desde o sangramento retal até o problema cardíaco, deixando Thirteen chocada. Ela corre atrás de House, na tentativa de persuadi-lo a achar uma forma de salvar o bebe, mas o que consegue é deixá-lo irritado com sua lamúria por causa da sua doença, e House é estúpido com ela.

Sem ter para onde correr, House vai até o pronto-socorro conversar com a Dra. Allison Cameron (Jennifer Morrison), mas o que ele faz é tirá-la do sério, ainda mais quando toca no assunto de seu falecido marido.

Dr. Robert Chase (Jesse Spencer), e a equipe de House, fazem a cirurgia para a retirada do feto de Lou. Só que durante a cirurgia a pressão dela começa a cair, e todos entram em desespero, e quem perde a paciência é Chase, que enquanto estanca a hemorragia, tem de ficar ouvindo Thirteen e Taub falando desesperados em seu ouvido. Por fim, ele consegue deixar tudo normalizado e ainda remover o feto.

House tenta convencer Cuddy a impedir que Wilson vá embora, mas ela não tira sua razão em querer ficar longe de House, e o pior é que ele não se sente nem um pouco culpado pela morte de Amber. House vai até Wilson e não atende as suas chamadas, e sua chantagem para que Wilson fique é a de que ele terá de fazer todos os seus trabalhos, enquanto está em casa se lamentando por Amber.

Enquanto House vai novamente falar com Wilson, Thirteen e Taub falam com Foreman, que a gravidez foi só uma coincidência, e que agora Lou está com um problema neurológico, e durante a instalação de um marca passo, Lou tem uma parada cardíaca. Mas House ao invés de ir vê-la, vai embora para casa. Depois de tudo normalizado, Cuddy deixa as coisas nas mãos de Foreman, Taub, Kutner e Thirteen. Os quatro discutem sobre as possíveis causas dos sintomas, e por fim, depois de muita discussão, Foreman bate o martelo na decisão de Thirteen, e manda-os tratar Esclerose Múltipla com Interferon.

Sem ter o que fazer, Cuddy vai até o apartamento de House, e tenta entender o que se passa com ele, mas a única coisa que ela consegue e deixá-lo irritado, pois o compara a Wilson, e ainda por cima tenta jogar todo o peso de sua consciência em seus ombros.

CUDDY:
- Está fazendo a mesma coisa que ele. Fugindo. Mas ele não está matando ninguém por isso.

Enquanto Thirteen descobre que estão errados sobre a esclerose da paciente, House entra no escritório de Cuddy, brigando com ela, por ter desligado sua TV a cabo. Cuddy consegue, sobre chantagem, colocar House e Wilson frente a frente para uma conversa séria, na verdade uma espécie de terapia de casal. Só que não dá em nada, pois Wilson fica é mais irritado com aquilo tudo, e nem mesmo a suplica de Cuddy resolve as coisas.

Thirteen e Taub discutem assistindo a filmagem da cirurgia e sem perceber deixam passar algo, que Kutner pega, e ao aproximarem, descobrem que a paciente tem algo estranho no intestino, e Foreman manda a paciente novamente para a cirurgia para fazerem uma biopsia. Só que Chase se recusa a fazer uma segunda cirurgia, pois teme que a paciente possa morrer com outra anestesia geral.

Depois de Kutner ter a idéia de usar uma câmera endoscópica e fazer um pequeno corte, só que a paciente não quer fazer isso, sem primeiro poder falar com House. Depois de ouvir a paciente falar de Patty como se ela fosse um ser supremo, Thirteen fica irritada pelo fato dela deixar Patty trata-la assim, mas a paciente só responde com uma simples frase:

LOU:
- Prefiro passar minha vida junto aos pássaros, do que jogá-la fora desejando ter asas.

Com a paciente sem anestesia, Foreman, Kutner e Thirteen encontram o lugar com o problema, e conseguem um pedaço do que poderia ser um ganglioma. E depois de analisarem, descobrem que realmente não o é ganglioma, e sim amiloidose.

Cameron usa seus próprios sentimentos para convencer Wilson a não deixar o hospital, muito menos sua cidade. Só que ele não quer olhar sempre o armário de Amber e se lembrar dela, e Cameron lhe diz que até a cor de um cachecol já a fez se lembrar dos olhos de seu marido, e que se ele quiser realmente fazer algo, que ele não pense em uma escolha certa, pois nunca há.

Foreman corre até Wilson para mostrar o que encontram na paciente, e ele também supõe um linfoma, só que Foreman quer que ele convença House a olhar a paciente, pois ela está morrendo. E quando o assunto volta para a vida de Wilson, Foreman vai ao contrário de todos, e fala que se ir embora irá fazê-lo sentir-se melhor, então que vá. Wilson fica pensativo.

Depois da quimioterapia, Lou começa a se sentir melhor, e agradece Thirteen pela dica do linfoma, pois dos tratamentos, é o primeiro que a faz sentir-se melhor. Ao sentir-se bem com a paciente, Thirteen assume que tem a doença de Hintigton e explica que em doze anos ou mais seu sistema nervoso irá quase parar de funcionar, fazendo-a perder o equilíbrio emocional e suas capacidades cognitivas. Lou consegue deixar Thirteen mais confiante em si, depois de uma lição de moral, e ela chega até a sorrir.

House consegue enganar Cuddy e pegar o controle remoto da sala das enfermeiras, pois funciona na TV da sala dos médicos, mas ela o faz refletir dizendo que ele tem medo de ouvir coisas sobre si. Só que na verdade House está com a mente longe dali, mas especificamente em Lou, ele percebe que ela envelheceu dez anos em menos de uma semana, e assim ele descobre que ela na verdade tem Lepra Lepromatosa Difusa, adquirida em uma de suas últimas viagens. Essa doença tem uma vantagem, deixa a pela mais bonita, e quando o seu sistema imunológico foi atingido pela quimioterapia, ela começou a mostrar sua verdadeira face. E assim House conseguiu resolver mais um caso, sem nem ao menos ter contato intimista com a paciente.

Thirteen fica indignada depois que Lou confirma que voltará a trabalhar para Patty, e assim faz House pensar, que sentir-se morrendo muda tudo, e ele decide ter a conversa que estava adiando com Wilson. House assume para ele todo o sentimento de culpa pela morte de Amber, mas Wilson fala que tentou, mas não consegue culpá-lo, mas que na verdade não quer ir embora por causa da Amber, mas sim por House. Wilson já não agüenta mais o jeito manipulador e egocêntrico de House, e tudo isso acumulado por anos o faz querer ir embora.

WILSON:
- Não somos mais amigos, House. Não tenho certeza se já fomos.

Depois de quatro temporadas, finalmente House começa a aprender o que é dor emocional, pois depois de uma rasteira dessas, duvido que ele se levante como antes, ele precisava de uma atitude dessa para começar a repensar seus atos. Como já disse, um ótimo retorno, para uma grande temporada, e House sempre é House.

Abraços e até o próximo episódio comentado.

Dan Artimos

Um comentário:

  1. Muito bom episódio mesmo! House só melhora com o tempo, se torna uma série com diferentes abordagens, não cai no marasmo.
    Sou fã número 1 do doutor enxaqueca. Por isto mesmo achei a postura de Wilson um tanto exagerada e hipócrita. Afinal, House não teve culpa do acidente e fez de tudo para salvar a Amber. E dizer que isto não esta relacionado com o fim da amizade é hipócrita.
    Mas para a série, é excelente, é uma nova perspectiva. Se House tirou de letra a mudança de equipe, como se sairá a gora sem o único amigo?

    ResponderExcluir

Seus comentários são sempre bem-vindos, pois assim podemos trocar conhecimentos e discutir sobre o episódios. Além disso, sua opinião é importante para continuarmos melhorando.


Equipe Episódios Comentados.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...